Postado por: em 02/04/2014 19:04:41

Imprimir

Funcionário relata que pensava que o salário estava errado

placeholder+image

Antes da nova gestão, Nilmar recebia subsalário, prática comum das gestões anteriores

Durante a I Audiência Pública da Prefeitura de São João do Piauí, os presentes puderam conferir a informação de que na nova gestão não há pagamento de subsalários. O funcionário da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, Nilmar, relatou seu espanto ao checar o saldo de sua conta no primeiro mês de trabalho de 2013 e encontrar um salário mínimo. "Pensei que nem era meu", relatou.

Fim do subsalário

A prática vergonhosa de pagar subsalários aos servidores foi definitivamente abolida pela nova gestão municipal, que hoje valoriza seus funcionários pagando o que lei determina, ou seja, o salário mínimo nacional que é depositado direto na conta do trabalhador.

Além da melhora salarial, a Prefeitura de São João do Piauí passou a pagar regularmente todos os encargos, garantindo assim os direitos previdenciários dos funcionários, diferente das gestões passadas que não repassavam os descontos de FGTS, INSS e PIS/PASEP feitos no contracheque dos servidores, o que ocasionou uma dívida de mais de R$ 30 milhões com a Receita Federal. 

Outra ação que demonstra a valorização do servidor foi a resolução do problema dos empréstimos consignados. Ao assumir o mandato, o prefeito Gil Carlos se sensibilizou com a situação de cerca de 90 servidores municipais que estavam com os nomes cadastrados no SPC e no Serasa por conta de irrgularidades cometidas pela administração passada. Os descontos realizados pela gestão anterior na conta do servidor não eram repassados para os bancos. Assim, para a instituição credora os funcionários não estavam honrando o contrato. 

A situação dos Agentes Comunitários de Saúde - ACS - era ainda mais preocupante. Além do desconto em folha realizado em dezembro de 2012  pela Prefeitura, o banco, ao não receber as parcelas firmadas em contrato, também descontou o mesmo valor da conta dos agentes de saúde, que sofreram duplo desconto. Diante do fato, os funcionários teriam de entrar na Justiça para serem ressarcidos pelo poder público municipal. A nova gestão, porém, não deixou que estes funcionários permanecessem meses a fio com o nome negativado e resolveu o problema.

Confira no vídeo abaixo o depoimento de Nilmar:

Comente

Rádio Online

+ Veja Mais

13/09/2013

Programa Bom Dia Sanjoanenses 02